quarta-feira, 16 de maio de 2012

Desconhecido...de mim.



Não sei fingir emoções, não sei esconder o que sinto,

não sei falar do que não me toca, não sei NÃO falar do que me toca... 

Sou toda histérica, tenho um corpo que fala por mim.

Não sei me fazer de forte, não sei estancar ferida. 

Minha carne grita, minha dor vaza, 

meu olhar implora. Me esparramo pelos olhos, 

impossível não me ler. 

Mas tem sempre um ponto onde me escapo, 

alguma coisa de ilegível e inalcançável,

estranho e misterioso que me faz desconfiar de que seja justamente 

neste estranho encontro com o desconhecido de mim
que eu surja de verdade.

(Sophia Compeagá)

Postar um comentário

Seguidores

Maukie - the virtual cat