terça-feira, 19 de julho de 2011

Retoques que preciso...

PREPARAÇAO



Dê-me, oh, mundo!
Suas porções.
Os coloridos em minha vida.
Para que eu possa perceber,
Dos gostos, os sabores.
E apure o meu paladar.
Dê-me: cenas diárias.
As dramaturgias.
Jeitos, gestos e movimentos.
Dê-me o conhecimento.
Olhos além da visão comum.
Sem prejulgar.
Dê-me: os sons inaudíveis.
As serenatas dos cosmos.
Choros e risos.
O coro dos anjos.
E seus improvisos.
Orações sem subordinação.
Dê-me, mundo, sensações.
Noções de sentido.
Para compreender o próximo.
Mostre-me o fogo e o gelo.
Modos de sobrevivência.
E sobre a vivência.
Dê-me: perfumes ocasionais.
Essências e experiências.
Que o invisível nos sustenta.
E que sejamos essenciais.
Como nossas impressões.
E expressarmos-nos.
Dê-me: os toques precisos.
Os retoques que preciso.
E as energias das mãos.
Mostre-me os moldes.
As fôrmas e formas.
Forme-me.
E não me peça nada.
Mas não se preocupe, Não sou ingrato!

(Eder Quirino)

Esse poema  com certeza está na minha lista dos mais lindos que já li... a verdadeira essência da inspiração... Grandioso...Magnânimo!!!!
Postar um comentário

Seguidores

Maukie - the virtual cat